23
jul
12

Quatro livros no ano

Imagem

“Brasileiro lê, em média, quatro livros durante o ano”.

( http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-03-28/brasileiro-le-em-media-quatro-livros-por-ano )

Volta e meia deparamos com algo assim, travestido de notícia, circulando em revistas, telejornais e na internet. Mas afinal, tais dados são importantes? De que forma? A imagem do post revela quatro pequenos livros (de 150 páginas no máximo) ao lado de dois monstros (que ultrapassam fácil as 600 páginas). Portanto, sem tirar o crédito da importância que tem tal notícia, ou de que estatísticas essas notícias revelam, seria melhor tentar formular a seguinte questão: o quanto realmente lê uma pessoa em nosso país? Como se mediria isso? Qual é a qualidade dessa leitura?

Segundo essas mesmas pesquisas, o livro mais lido é a Bíblia Sagrada. Daí se vê como a questão é complicada, afinal, quem lê a Bíblia, lê trechos, nunca ela toda. Sem contar os livretos de frases, onde se abre numa página e se lê só aquela no dia. A pesquisa também revela que muitos não terminam a leitura de dois dos quatro livros por ano que se tem na média.

O alemão lê X livros, o americano e o inglês leem Y. Mas isso é realmente apenas reflexo da educação, dos investimentos ou da falta deles no ensino?

Clássicos, contemporâneos, biografias, toda leitura é válida. Mas os quatro “livros” do ano de um determinado sujeito seriam bons? A melhor pergunta para esse tipo de pesquisa não seria “como lê o brasileiro?”, ou “qual seu olhar na leitura?”

Por obrigação ou por gosto, ler é importante. E a leitura devia ser analisada num espectro maior de estudo. Não apenas por uma quantidade lida anualmente, nem pelo tamanho das obras, mas pelo teor, pela absorção, por conhecimento adquirido, por satisfação.

Anúncios

1 Response to “Quatro livros no ano”


  1. julho 23, 2012 às 2:05 pm

    Concordo contigo, é difícil medir a quantidade de leitura. Mas nos dias de hoje, com a informação cada vez mais rápida, resumida e compacta, é cada vez mais rara a pessoa que lê com gosto.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

UMA FICÇÃO

...seu tema é a relação entre a realidade do mundo que habitamos e conhecemos por meio da percepção e a realidade do mundo do pensamento que mora em nós e nos comanda. O problema da realidade daquilo que se vê — coisas extraordinárias que talvez sejam alucinações projetadas por nossa mente; coisas habituais que talvez ocultem sob a aparência mais banal uma segunda natureza inquietante, misteriosa, aterradora — é a essência da literatura fantástica, cujos melhores efeitos se encontram na oscilação de níveis de realidades inconciliáveis.

..................................

- CONTOS FANTÁSTICOS DO SÉCULO XIX (Ítalo Calvino)

..................................

MEUS BLOGS

TWITTER ME

  • RT @HistoryTime_: "If your only goal is to become rich, you will never achieve it" - John D. Rockefeller, became the world's first billion…... 2 weeks ago

TEMPUS FUGIT

julho 2012
D S T Q Q S S
« maio   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

QUANTAS VEZES VIERAM

QUANTOS JÁ VIERAM

  • 9,282 Visitantes desde Julho de 2008

Parceiros Fantásticos

Seja fã no BlogBlogs

BlogBlogs

%d blogueiros gostam disto: